Skip to Content
knorr banner

Dados nutricionais

  • Sem nozes

Comentários

Categorias relacionadas

A Panqueca de Carne é a mais amada do Brasil e é a cara do almoço de domingo! Toda família tem a sua receita especial para preparar essa delícia. Ela fica incrível com molhos e tipos de massas diferentes, experimente!

Você vai utilizar:

  • Liquidificador
  • Forno
  • Panela
  • Frigideira antiaderente
  • Refratário

História da panqueca de carne

A origem da panqueca é tão histórica quanto o seu sabor! Dizem que a receita já faz parte do nosso cotidiano desde a época da Europa pré-histórica. A lenda diz que a panqueca foi descoberta por uma cozinheira, que acidentalmente deixou escorrer massa de mingau no fogão.

A receita tal como a conhecemos é da autoria de cozinheiros franceses, há mais de 9 mil anos. Ela veio à tona junto com a prática da agricultura e as plantações de trigo, ingrediente principal da panqueca. Porém, a primeira receita escrita de panqueca surgiu em um livro romano, junto com outras diversas receitas mediterrâneas. Foi assim que a panqueca ganhou o mundo e até hoje, faz parte do cardápio diário de todas as nações, em diferentes versões.

Curiosidades da receita

A receita de panqueca caiu no gosto mundial e diversos países têm o hábito de consumi-la. Na França, elas são conhecidas como crepes, com diversos recheios e molhos doces ou salgados.

Já na Alemanha, as panquecas ganham o nome de kartoffelpuffer e são feitas com batatas, comumente recheadas com geleia de maçã. Já na Itália, elas são conhecidas como canelones, recheados com carne, queijos, ricota ou verduras.

Na América do Sul e Central, as panquecas normalmente são salgadas e servidas enroladas, normalmente durante os almoços. Os recheios mais comuns são de carne ou frango.

Já nos EUA, as panquecas fazem parte do café da manhã de todos os americanos, diariamente. Mais conhecidas como pancakes, a versão da massa é mais grossa e normalmente, são servidas na versão doce, acompanhadas de geleias, mel ou maple syrup.

Escolha sua versão

As diversas versões de panquecas ao redor do mundo mostram o quanto essa receita pode ser diversificada. Seja doce ou salgada, panqueca é sempre uma ótima opção:

Melhores combinações para sua panqueca de carne

A receita de panqueca de carne agrada os mais variados gostos e é uma ótima opção de receita fácil e prática, ideal para o almoço de domingo em família ou aquele jantar especial.

Para incrementar o sabor da sua panqueca de carne, existem vários ingredientes que harmonizam muito bem e que podem ser adicionados ao recheio, como ervilha, abóbora, milho, requeijão, azeitona, palmito e por aí vai.

Ao servir sua panqueca de carne, não se esqueça do tradicional arroz branco e uma salada de folhas verdes, como agrião, rúcula e alface. Deixe sempre opções de molho à parte (branco ou ao sugo) e harmonize com um belo vinho tinto suave ou suco de uva integral.

Dicas rápidas para sua panqueca de carne

Para substituir a farinha de trigo

Para quem prefere massas mais leve ou sem glúten, a massa da sua panqueca de carne pode levar outros ingredientes, como o amido de milho Maizena. Há quem também faça versões com arroz cozido e polvilho azedo Mãe Terra.

Como deixar a massa da panqueca mais leve

Se você gosta de panquecas mais finas, adicione mais ingredientes líquidos à massa. E para deixar a massa mais leve, o segredo é bater as claras em neve no momento do preparo. O segredo para a massa não grudar ou quebrar é untar a frigideira ou usar uma versão antiaderente.

Diferenças no preparo da panqueca e do crepe

Sabemos que a origem da panqueca e do crepe é a mesma. Porém, os crepes possuem uma consistência mais fina. A diferença dessas duas versões está na espessura da massa. Portanto, para preparar o crepe, a massa deve ser mais líquida e ser frita somente em um dos lados. Diferente da panqueca, onde a massa deve ser mais cremosa, a massa do crepe deve descansar por 2 horas antes de ser recheado.

Dúvidas Frequentes

Sim! Aliás, sua panqueca de carne pode ter massa feita com diversos tipos de farinha; como a de trigo integral, aveia, de arroz, de coco; todas da Mãe Terra. Sua receita fica mais nutritiva e saudável.
A massa da sua panqueca pode levar alguns ingredientes especiais, para versões mais saudáveis. As chamadas panquecas coloridas podem levar beterraba, espinafre, cenoura e tornarem-se ainda mais nutritivas.
Se sobrou massa, não se preocupe. Conserve-a na geladeira, em recipiente fechado, por até 4 dias. Caso tenha sobrado panquecas já feitas, guarde em recipiente coberto com papel filme; elas aguentam por até 3 dias.
Diferente das panquecas salgadas, como as de carne, as panquecas doces não precisam ser levadas ao forno. O diferencial também está nas mais variadas possibilidades de recheio.
Qual você preferir! Molho ao sugo, bolonhesa, branco; todos harmonizam muito bem com carnes. Na dúvida, junte os dois e experimente o molho rosê – creme de leite e molho de tomate.